segunda-feira, 22 de março de 2010

Maçã

Uma maldição. É isso que é... Uma porra de uma maldita maldição que começou quando eu te dei aquela merda de beijo naquela rodoviaria. E, puta merda, que lugarzinho asqueroso... Ah, também que se foda, eu sou rodiado de gente asquerosa. Enfim, voltando a merda da maldição.

Toda vez que eu consigo colocar você pra fora , e você é a primeira a dizer que tem que estar fora, você cisma em querer voltar pra minha vida. A pior parte, eu também cismo em querer você dentro da minha vidinha de merda.

Posso te comparar com uma maçã. Eu sempre fui louco por maçãs, desde pequeno. Meu irmão sempre foi de comer qualquer tipo de fruta, mas eu só comia maçãs quando era pequeno. Você é a maçã da minha vida.
No começo era maçã verde, mas citrica, sei lá... Depois foi ficando madura, e agora é uma merda de uma maçã podre, que eu ainda espero colocar na minha lancheira ridicula do Shurato e te levar pro colégio e, no intervalo, te comer... Mesmo sabendo que vai ter o pior gosto do universo.

Se colocar em porcentagem os nossos sentimentos um pelo outro, você vai estar querendo de mim, aproximadamente, 3,14% ... Enquanto eu, vou querer de você, 78,12%.
Mesmo sabendo que você fode com o meu sistema nervoso, eu ainda preciso de você pra me animar, como uma droga, sei lá...

Você é uma verdadeira droga, e eu sou um viciado de merda... Que tá vendendo a vida numa espelunca só pra poder usar mais dessa merda que nunca vai me satisfazer.

Um comentário:

Felipe dos Santos Brum disse...

PUTA MERDA FILHA DA PUTA!